Lar ♦PEDRO GOMES Pedro Gomes: As diárias da vereança; Reges R$ 44 mil, Nicanor R$ 36 mil e Jairo R$ 35 mil-, confira os demais
♦PEDRO GOMES

Pedro Gomes: As diárias da vereança; Reges R$ 44 mil, Nicanor R$ 36 mil e Jairo R$ 35 mil-, confira os demais

Nosso suado dinheirinho.

Não é de hoje que as diárias pegas pela vereança pedrogomense surpreendem os munícipes. De acordo com Portal da Transparência somente no ano passado a Casa de Leis abocanhou R$ 411.014,10 com diárias para vereadores e servidores durante todo o ano de 2023, de acordo com o Portal da Transparência.

Diárias é uma verba indenizatória que pode ser paga aos parlamentares, servidores públicos efetivos ou até comissionados para cobrir despesas quando precisam se afastar, eventualmente, do seu local de trabalho, com o objetivo de realizar alguma atividade profissional ou parlamentar ligada às suas funções públicas.

Mas, é nesse ponto que a edição deste noticioso e certamente os pedrogomenses ficam com inúmeras dúvidas se a ‘catação de diárias’ se encaixam nesse requisito mesmo. Os nobres vereadores são ágeis para pegar diárias e morosos para ajudar a solucionar os problemas que hoje a população enfrenta. A questão da frota escolar que sofre com a situação das estradas na zona rural para o tráfego de alunos. Nenhum vereador desses se prontificou para ir até o gabinete do prefeito William cobrar uma solução. Não é atoa que a população se mobiliza para reprova-los nas urnas em outubro. A grande maioria deles buscará a reeleição.

Pois bem. Não é de hoje que a vereança pedrogomense tem essa ‘fome’ descomunal pelas verbas parlamentares. Confira a comilança: O vereador Reges Nunes de Paula (PTB) se ‘serviu’ com R$ 44.565,05 somente com o benefício no ano passado. Reges portanto, foi o que mais ‘comeu’ do dinheiro público nesse requisito em 2023.

Já seu tio, Sandoval de Oliveira (MDB), ‘consumiu’ R$ 19.3 81,66. Jairo dos Santos (Patri) ‘abocanhou’ R$ 35.819,86 e Nicanor Farias (PSDB) ‘degustou’ R$ 36.635,95. Antônio Marcos Teodoro, o Marquinhos se ‘fartou’ R$ 18.655,73 e por fim, Tânia Fontoura (PP) ‘beliscou’ R$ 15.432,29.

Qualquer explicação para a gastança esbarra em uma realidade óbvia; cada parlamentar naquela Casa tem um dos melhores celulares que poucos pedrogomense daqui usufrui. Então, por que não aproveitar essa tecnologia, priorizando o ambiente virtual para evitar esse consumo exacerbado de diárias? Não faz sentido à gastança diante de tantas facilidades de comunicação a distância essa comilança do dinheiro público.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

♦PEDRO GOMES

Pedro Gomes: Vereador Fontourinha pede explicações sobre obras executadas na Av. Manoel Alves de Moraes

Parlamentar questiona procedimentos nos canteiros pede explicações de responsável pelos trabalhos e...

Página Protegida Por Direitos Autorais. Proibido Copiar!