sexta-feira , 12 julho 2024
Lar ♦PEDRO GOMES Pedro Gomes: Servidores são convocados para pressionar vereadores para NÃO aprovar projeto que aumenta salário de ‘graúdos da política’
♦PEDRO GOMES

Pedro Gomes: Servidores são convocados para pressionar vereadores para NÃO aprovar projeto que aumenta salário de ‘graúdos da política’

Servidores irão lotar a Casa e prometem protestar contra vereadores que votarem SIM ao projeto que aumenta o repasse somente para os graúdos da política. 

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, (Sinserm), por meio de sua presidente, Claudilene Ribeiro Chaves, convocou os servidores para irem na Casa de Leis nesta segunda-feira (24) e ajudar a pressionar os vereadores a não aprovarem o projeto de lei que reajusta os benefícios financeiros somente para prefeito, vereadores e secretariado de primeiro escalão. O projeto já foi lido e agora será votado hoje.

Em destaque, vereador Fontourinha que deverá votar contra o projeto como está.

Alguns vereadores no início teriam sinalizados que não votariam a favor do projeto mas, como ele sofreu alterações poderá ser votado e escolhido por maioria. Ao menos três vereadores prometem impedir a votação do projeto como está e irão propor uma emenda modificativa, que visa modificar o projeto, alterando por exemplos os valores. Jairo dos Santos(Patri) e Anderson Luiz Fontoura, o Fontourinha (PTB) deverão se manifestar contra o projeto como ele está.

Jairo dos Santos: Mais um contra o projeto da forma que está

O vereador Adaídes Francisco, o Lobinho alinhado ao prefeito é quem será o relator. A Casa de Leis está dividida quanto ao projeto e parte da vereança teme represálias nas urnas. A maioria deles buscarão a reeleição e temem por desgastes.

A representante da categoria sinaliza que a reposição salarial dada em maio foi de acordo com a inflação-, 3,62%. Para os ‘graúdos da política’ esse percentual será bem maior. Caso o projeto passe na Casa, vereadores e secretários de governos da próxima legislatura irão abocanhar R$ 6.900. Confira o áudio:

A representante sindical afirmou ainda que para conceder o reajuste do Piso do Magistério nos anos de 2022-20223 foi negado com a alegação de que iria “quebrar” os cofres públicos, além de ter apresentado um projeto que retirava direitos conquistados pelo seguimento. O projeto foi retirado por pressão de Professores e eles ainda aguardam o pagamento dos benefícios de forma retroativa.

“Com o projeto apresentado hoje, pede-se um percentual acima do que foi concedido aos servidores, e agora não quebrará os cofres públicos”, questionou a presidente em sua convocação feita nas redes sociais.

A diretoria convocou todos os servidores para acompanhar e pressionar para a não votação do projeto na sessão de hoje às 19h.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

♦PEDRO GOMES♦POLÍCIA

Pedro Gomes: Casal de namorados ficam feridos em colisão com caminhonete no centro; sem fraturas

 Escoriações e dor por conta do impacto. Um casal de namorados ficou...

♦ÓBITOS♦PEDRO GOMES

Pedro Gomes: Morre Ronaldo dos Santos Almeida aos 46 anos

Ele era funcionário público e tratava de um câncer na região do...

♦PEDRO GOMES♦POLÍCIA

Coxim: BR-163, caminhonete com moradores de Pedro Gomes fica destruída em acidente; todos saíram ilesos-, veja vídeo

Apenas susto; veículo ficou destruído. Redação com informações do EdiçãoMS Uma caminhonete...

Página Protegida Por Direitos Autorais. Proibido Copiar!